Patrono: Roberto Vilhena Morais - Cadeira 37

Copatrono: Célio Rodrigues Pereira (passou a emérito em 11/12/2013)

 

Ocupante atual: Geraldo Damião Secunho


Curriculo:

Nascido em Patrocínio, Minas Gerais, no dia 11 de março de 1930, filho de Pedro Rodrigues Pereira e Jesuína Alves Duca. Médico graduado pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais em 1954. Residência médica no Missouri Baptist Hospital St. Louis, MO, USA, 1956-1961, e Children´s Hospital Ohio State University, Columbus, Ohio, 1962-1964; especialização em Cirurgia Pediátrica. Integrou-se por concurso ao Virginia State Board em 1964, ao California Flex State Board em 1966. No Brasil, título de especialista em cirurgia pediátrica pela Associação Brasileira de Cirurgia Pediátrica com homologação pelo Conselho Federal de Medicina.

Aprovado em concurso como cirurgião pediatra do Estado da Guanabara em 1963. Atuou como cirurgião pediatra no Hospital Souza Aguiar, Rio de Janeiro, durante os anos 1964 e 1965.

Integrou o quadro de docentes da Universidade de Brasília, UnB, como o primeiro professor de Cirurgia Pediátrica no Distrito Federal, quando atuou no período de 1968 até 1970. Posteriormente, no período de 1970 até 2003, veio exercer com eficiência exemplar suas atividades como especialista em cirurgia pediátrica no Primeiro Hospital Distrital de Brasília, pela Fundação Hospitalar do Distrito Federal, depois Hospital de Base pela Secretaria de Estado de Saúde do DF. Em sua especialidade também atuou por muitos anos em prática particular no Hospital Santa Lúcia, Hospital Santa Helena e consultório particular. Em razão de sua competência profissional, tornou-se referência no Distrito Federal e no âmbito nacional.

Dentre funções e cargos hierárquicos exercidos, foi Chefe do Serviço de Cirurgia do Primeiro Hospital Distrital, depois denominado Hospital de Base do DF, nos anos 1970 até 1975; Chefe da Unidade de Cirurgia Pediátrica do Hospital de Base de 1976 até 2003; Presidente da Comissão de Residência Médica (Coreme) de 1970 até 1975; preceptor da residência médica da Unidade de Cirurgia Pediátrica de 1975 a 2003. Foi formador de grande número de cirurgiões pediatras que atuam no Distrito Federal e em outras regiões do País.

Participou de numerosas bancas de avaliação em concursos para residentes em cirurgia pediátrica, bem como para cirurgião pediatra do Hospital de Base.

Expôs numerosas palestras e conferências em eventos científicos no País; promoveu, no Hospital de Base, vários cursos e reuniões na área de sua especialidade com participação de renomados cirurgiões pediatras de outras instituições nacionais.

Elaborou o capítulo Atresia de Esôfago, do livro Cirurgia Torácica Geral, 2005, organizado e publicado por Dr. Manoel Ximenes Netto.

Considera sua melhor realização profissional a chefia da Unidade de Cirurgia Pediátrica do Hospital de Base, exercida durante vinte e sete anos. Refere que tem um filho também médico.

Entre os casos que teve sob seus cuidados, destaca como aquele que mais o impressionou uma anastomose esplenorrenal numa paciente com hipertensão portal, intervenção realizada no Hospital de Base.

A respeito do patrono de sua cadeira na Academia de Medicina de Brasília, Prof. Roberto Vilhena de Moraes, declara ter este sido pioneiro da urologia pediátrica no Brasil. Perfeccionista, fez da Medicina sua razão de viver.